A importância do Abraço

 

 

 O Abraço e sua importância

Uma vez lí um texto dizendo que o abraço acalma a criança, uma vez o Miguel estava chorando fazendo a maior birra, o sangue subiu confesso, mas me lembrei do ”Abraço”, peguei ele no colo e abracei ele carinhosamente, e em segundo meu filho se acalmou, fiquei muito emocionada pois um gesto tão simples resolveu o que seria um caos para mim. Fica minha dica para os pais, quando tudo parece não ter solução, apenas abrace e vejam o que acontece.

_DSC0145Leia Mais

Carta do Filho para a Mãe: EMOCIONATE

Texto maravilhoso, não achei o autor para dar o crédito, mas merece todos os elogios do mundo. Muitas mães irão se identificar com esse texto, confesso que  o coração dispara e as lagrimas impossível conte-las, mas a vida é assim, nascer, crescer, desenvolver e voar!

13007190_1535204136785177_8876803621958588225_n

Mamãe, eu logo vou crescer, vou aprender a dormir a noite toda, vou parar de ter medo do escuro, vou começar a comer toda a comida do prato, deixarei de lado os programas da TV que você já decorou e irei parar de fazer desenhos para você em qualquer pedaço de papel que eu encontrar.

Logo, o parquinho não terá mais graça, os carrinhos serão deixados de lado e eu não vou mais pedir “mamá” antes de ir dormir.

Quando este dia chegar, eu quero olhar para trás e lembrar alegremente da minha infância, dos momentos em que você sentava comigo no chão para pintar, brincar de massinha e daquela vez que você sofreu para colocar pra deixar tudo arrumado a cada vez que eu bagunçava.

Quero lembrar da sua insistência para eu comer toda a comida do prato, mas também quando você me compreendia se eu realmente não gostava daquela comida ou que já estava satisfeito.

Quero encontrar meus desenhos e bilhetes guardados com carinho, inclusive com marcas por terem ficado muito tempo pendurados na porta da geladeira como motivo de orgulho.
Quero lembrar das manhãs em que assistimos aos meus desenhos favoritos e daquele final de semana que vimos Patati Patatá três dias seguidos.

Quero me lembrar das madrugadas em que corri para o seu quarto por causa de um pesadelo e, apesar de exausta, você me puxava para seu lado na cama ou ia comigo até o meu quarto e lá ficava até eu adormecer novamente.

Quero me lembrar dos dias de parquinho depois da escola, em que mesmo tendo trabalhado o dia todo, você adiava a chegada em casa para que eu pudesse brincar algumas vezes no chão comigo.

Eu vou me lembrar, não de tudo o que eu tive, mas de tudo o que eu vivi porque foram milhares de momentos recheados de amor!

Para meu filho Miguel!

Autor: Desconhecido

watermark-2